Junta de Freguesia de Cabeço de Vide

Praça do Município / Torre do Relógio / Pelourinho

Bem próximo do atual edifício da Câmara Municipal, na Rua D. Francisco de Portugal, existe as antigas as antigas casas da Câmara, construídas muito provavelmente no século XVI, sofrendo ao longo da sua existência uma série de destruições pelos exércitos castelhanos e ocupação das tropas inglesas durante a Guerra da Restauração.

Durante o séc. XVIII, apesar de algumas reparações em situação de constante dificuldade orçamental, as condições de trabalho e funcionamento da Câmara eram pouco dignificantes o que levou, em 1831, à venda das antigas casas e ao inicio da construção do atual edifício da Câmara.

A sua construção viria a coincidir com um período de graves perturbações politicas e sociais, que poriam em causa o ritmo das obras e a complexa escalada de trabalhos que traduziram em constrangimentos financeiros, mas graças ao empenho de figuras gradas da terra, foi possível a titulo gratuito ultrapassar este obstáculo. Somente em 27 de Maio de 1840 a Câmara reuniu pela primeira vez nas suas novas instalações apesar da obra só estar concluída em Janeiro de 1841.

A praça do Município é contemplada pela sua ligação à história através do Pelourinho e Torre do Relógio. O Pelourinho, todo ele em mármore, existe muito provavelmente desde o séc. XVI e a sua antiga localização era, não no centro, mas num dos ângulos da praça junto à esquina que dá para a Rua dos Trigueiros, perto da antiga cadeia. A afirmação da jurisdição penal do município foi a sua primeira utilidade passando depois a ser utilizado para divulgação de informações de interesse público após a sua mudança para o centro da praça.

Da Torre do Relógio há registos de que em 1597 foi ordenada pela Câmara uma vistoria por estar em ruína iminente, mas só em 1612 é feita a demolição do imóvel até à altura do telhado da praça. No mesmo ano é apresentado um projecto para uma nova torre e uma casa de madeira onde fica agora a Capela do Arco dos Santos. Apesar da boa construção a torre foi sofrendo os efeitos do tempo, precisando assim de várias reparações, como por exemplo, o revestimento da pirâmide superior com azulejos azuis e brancos em 1878, é a esta reparação que se refere o letreiro que ainda hoje se pode ler na face sul da torre.


© 2022 Junta de Freguesia de Cabeço de Vide. Todos os direitos reservados | Termos e Condições